fbpx

Skip links

Repasse de franquias

O repasse de franquia acontece, normalmente, quando a franqueadora possui lojas próprias e repassa para um franqueado. Este então, adquire o negócio já em funcionamento, frequentemente no ponto de equilíbrio ou dando lucro.

Ao adquirir uma unidade já em funcionamento, o franqueado pula fases demoradas e cansativas do processo de inauguração como: localização do ponto comercial, reforma do imóvel, captação e fidelização do cliente, entre outras. Nesta situação o franqueado já entra na rede com uma vantagem a mais, por isso é normal que adquira a franquia com um custo maior que outros franqueados.

Outra situação de repasse é quando um franqueado antigo repassa para a franqueadora e esta repassa para um novo franqueado. Neste caso, há a desistência do modelo de negócios por um franqueado, que pode ter sido motivada por insatisfação, falta de capital, entre outros. Além disso, o franqueado pode repassar a sua loja diretamente para outro franqueado, sem que a loja tenha sido previamente repassada à franqueadora.

Em todos os casos, o novo franqueado (quem irá receber a franquia repassada) deve obrigatoriamente passar pelo processo de seleção da franqueadora, receber a aprovação do locatário do imóvel e seguir todos os trâmites legais acerca do processo. O novo franqueado deve arcar com todos os passivos deixados pelo franqueado anterior, ou seja, caso haja dívidas será de responsabilidade do novo franqueado.

Ao receber uma franquia de repasse, o empreendedor se beneficia da clientela obtida, além do reconhecimento já obtido pela marca em si. A depender do tempo de funcionamento da loja, já é possível estimar o máximo e o mínimo de lucro a ser obtido e observar quais erros foram cometidos para não repeti-los.

Deve se analisar a franquia como um tudo e também comparar seus prós e contras em relação a aquisição de uma unidade nova. Leve sempre em consideração se o investimento a ser realizado é viável em comparação ao lucro.

Return to top of page