fbpx

Além de ser o que mais cresce no brasil em unidades e faturamento, o franchising possui um papel importantíssimo na sociedade: gerar empregos. Durante a crise, em 2018 o setor de franquias foi responsável por gerar cerca de 3,7 milhões de empregos (considerando apenas os três primeiros trimestres).

O franchising brasileiro tem um desempenho maior a partir do 3 trimestre, isso porque é aquecido – dentre outros fatores – pelo calendário de eventos do ano. Isso está diretamente relacionado à abertura de novas unidades e geração de empregos para elas.

A gerente de inteligência de mercado da ABF, Vanessa Bretas, destaca outros fatores como influenciadores para o bom desempenho do franchising. Segundo ela, “Movimentos de expansão mais intensos, desenvolvimento de modelos híbridos físicos/digitais e de outros canais de venda alavancaram o desempenho de segmentos como entretenimento, turismo e serviços de forma geral. É importante ressaltar também que o franchising, mais uma vez, apresentou uma expansão superior ao varejo de forma geral, que foi de 5,7%”, avalia.

Além disso, o presidente da ABF acredita que os novos modelos de contratação previstos na reforma trabalhista contribuíram com este crescimento e ressalta os eventos sazonais como pontos-chave na abertura de novos postos de trabalho.

A quantidade de funcionários por unidade de franquia pode variar de setor para setor, entretanto, devemos ressaltar que a rápida expansão de franquias e microfranquias são alternativas para driblar o momento de incerteza econômica, política e trabalhista do Brasil.

Saiba mais sobre o modelo de negócios da Água Imaculada e faça parte dessa história de sucesso.

FranquiaNegócios

empregosfranquia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *